Blog do Lacy, 10 anos no ar! Lima Campos, passa aqui!

sábado, 22 de junho de 2019

LIMA CAMPOS É DESTAQUE NO DIÁRIO DO NORDESTE CENTRO SUL





Operários começaram nesta semana a obra de recuperação do açude Lima Campos, localizado no distrito de mesmo nome, em Icó. A existência de rachaduras e buracos na parede do reservatório era motivo de preocupação para os moradores.
         O início dos trabalhos traz alegria para muita gente. “Eu não acreditava que essa obra fosse começar tão ligeiro”, comemora o pescador aposentado, Heleno Monteiro, que desde os seis anos de idade mora no distrito.
        Muita gente passou a observar praticamente todos os dias o movimento de caçambas e o trabalho pesado das máquinas no canteiro de obra. “O açude Lima Campos foi construído em 1932. É nosso orgulho, uma das mais antigas barragens públicas do Nordeste. Em todo esse tempo, esta é a primeira grande reforma que acontece no reservatório”, destaca o radialista Deusimar de Oliveira, integrante do movimento ‘Lima Campos Pede Socorro’.
        O Lima Campos tem capacidade de 66 milhões de metros cúbicos. Está com menos de 5% desse volume total. O açude tem a finalidade do aproveitamento das várzeas situadas no vale do rio Salgado. É a maior fonte de geração de emprego e renda para o próprio distrito.
R$ 7 milhões
        A barragem do açude Lima Campos foi projetada e construída pelo Dnocs. Os trabalhos estão sendo executados pela Construtora de Açudagem LTDA – CONJASF. De acordo com o engenheiro responsável pela obra, Luiz Hernani Júnior, a recuperação do açude está sendo realizada em caráter emergencial. Os serviços estão orçados no valor de pouco mais de R$ 7 milhões, com orçamentos oriundos do governo federal através do Ministério do Desenvolvimento Regional.
         De acordo ainda com o engenheiro responsável, os serviços são fiscalizados e executados dentro das normas técnicas de engenharia. Toda a parede do manancial será refeita assim como o sistema de comportas responsável pela liberação de água do manancial.

Diário do Nordeste Centro Sul
Com colaboração de Wandenberg Belém

Nenhum comentário:

Postar um comentário