Blog do Lacy, 10 anos no ar! Lima Campos, passa aqui!

terça-feira, 13 de agosto de 2013

PIRAMBEBAS ORIUNDAS DO AÇUDE LIMA CAMPOS, AFASTAM BANHISTAS DE LAGOA EM AQUIRAZ.


O recente aumento no número de ataques de pirambebas, a piranha branca, na Lagoa do Catu, em Aquiraz, na Região Metropolitana, tem afastado banhistas do espelho d'água cearense.


De acordo com o professor doutor do Departamento de Engenharia de Pesca e pesquisador do Instituto de Ciências do Mar [Labomar], Hiran Costa, as piranhas da Lagoa do Catu são, originalmente, do açude Lima Campos, em Icó. 

Conforme Costa, os peixes chegaram através de um canal ao açude Orós e à bacia do rio Jaguaribe. “Com a construção do Canal do Trabalhador, chegaram à bacia hidrográfica Metropolitana”, afirmou ele. Este tipo de piranha, segundo o pesquisador, está presente em todas as bacias hidrográficas do Ceará.

ATAQUES Um dos casos mais recentes data do dia 26 de julho, quando o adolescente Paulo Vitor Baptista, 15, decidiu escorregar pelo “insano natural”, uma espécie de tobogã que desce pela duna até a lagoa e é a principal atração do lugar. Assim que caiu na água, o adolescente foi mordido pela piranha.


A comerciante Edilene Rodrigues, 47, que mantém uma barraca na beira da lagoa há sete anos, afirma que a espécie de peixe apareceu em 2009. Nesses quatro anos, Edilene viu o número de frequentadores da lagoa despencar. Além disso, por ser carnívora, a pirambeba praticamente extinguiu as outras espécies de peixes no Catu.

O professor Hiran Costa disse que, no passado, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas [Dnocs] fez um trabalho eficiente de controle do peixe, ao utilizar um composto químico chamado rotenona - proveniente do timbó, que é uma planta amazônica. O professor acrescenta que o uso de predadores biológicos, como o pirarucu e tucunaré comum, também pode ajudar a reduzir a população de piranhas.

A pirambeba é um dos três tipos de piranha existentes na América do Sul e o nome científico é serrasalmus brandti. Chegam a ter mais de 20 centímetros, com, no máximo, meio quilo. As outras duas espécies são a piranha preta [que alcança mais de 40 centímetros e chega a pesar 3 quilos] e a piranha vermelha [alcança até 40 cm, com peso médio de 1,5 kg]. 


* Com informações do O Povo Online [imagem] e UOL Notícias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário